Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Pesada no Estado do Paraná

Imagem
Imagem
Imagem

ACT na Serveng Civilsan é recheado de conquistas




Os trabalhadores da Serveng Civilsan S/A que atuam nas obras de duplicação e restauro da PR 151 (Rodonorte, Bloco 2) podem comemorar, mas não é gol do Brasil não. Quem anotou um golaço de placa foi o Sintrapav Paraná ao conquistar um Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) com uma série de conquistas que vão melhorar as condições de vida e trabalho.  



Ganho real nos salários, participação nos lucros, cestas básica e natalina, jantar em ticket alimentação, folga de campo, abono especial, enfim, são tantas conquistas que é melhor pontuar. Confira cada direito garantido no ACT:



Aumento Salarial: 3% a partir de junho/2018 (data-base). Como a inflação desde o último reajuste salarial foi de 1,76%, o Sintrapav obteve um ganho geral de 1,24%, ou seja, quase o dobro da inflação.



Participação nos Lucros e Resultados (PLR/PPR): 1,1 salário base, dividido em duas parcelas, sendo a primeira (junho a novembro de 2018), de 55% do salário, a ser paga juntamente com a folha de janeiro de 2019. Já a segunda parcela (dezembro de 2018 a maio de 2019) será quitada junto com a folha de pagamento de junho de 2019.



Fornecimento de Lanche: o valor do lanche da tarde será de R$ 5,00, com pagamento a todo trabalhador que fizer acima de uma hora extra no dia.



Cesta Básica: a partir de 1º de junho de 2018, todo trabalhador receberá a título de cesta básica o valor de R$ 420,00, em forma de Cartão Alimentação, sempre no dia 20 de cada mês.



Cesta Natalina: todo trabalhador receberá até o dia 20 de dezembro de 2018 o valor de R$ 420,00, a ser creditado no Cartão Alimentação, a título de Cesta Natalina.



Jantar: os trabalhadores alojados receberão o valor mensal de R$ 430,00 para cobrir as despesas com o jantar. A empresa teve problemas no fornecimento da refeição noturno no alojamento e, dessa forma, não ofertará mais o jantar in natura.



Folga de Campo: o direito à baixada (folga de campo) será concedido de forma escalonada e de acordo com a distância da residência do empregado. Confira os critérios:



- Até 100km: folga remunerada de um dia útil, mais os dias de descanso semanal remunerado (final de semana) a cada 60 dias, com pagamento das passagens de ida e volta.



- De 101km a 300km: folga remunerada de dois dias úteis, mais os dias de descanso semanal remunerado (final de semana) a cada 60 dias, com pagamento das passagens de ida e volta.



- De 301km a 700km: folga remunerada de três dias úteis, mais os dias de descanso semanal remunerado (final de semana) a cada 60 dias, com pagamento das passagens de ida e volta.



- Acima de 700km: folga remunerada de cinco dias úteis, mais os dias de descanso semanal remunerado (final de semana) a cada 90 dias, com pagamento das passagens de ida e volta.



Combustível: o ACT garante que as passagens de ida e volta da folga de campo podem ser substituídas pelo pagamento de combustível em valor correspondente, mediante a apresentação de notas fiscais.



Passagens aéreas: os empregados alojados que estiverem a mais de 500km de suas residencias terão direito a passagens de avião para a folga de campo.



Horário In Itinere: por conta do transporte entre os alojamentos e as frentes de trabalho, que variam segundo o progresso das obras, os trabalhadores receberão uma hora diária (meia hora de ida e meia hora de volta), independente do local de sua lotação.



Abono Especial: todos os trabalhadores receberão um abono especial no valor de 20% do seu salário base, a ser pago junto com a folha de agosto de 2018. Para os trabalhadores recém-admitidos, entre 01/06/2018 e 30/09/2018, o abono especial será de 8% do salário base.